Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Amar Pode dar Certo

Imagem
Por mais que a humanidade evolua, amar e ser amado continua e continuará sendo uma das maiores buscas do ser humano.

No livro "Amar pode dar certo", o leitor é convidado a repensar seus relacionamentos, sua maneira de amar e suas expectativas a respeito da pessoa amada.

Para o amor dar certo os autores propõe que a pessoa aprenda a amar, que nada mais é do que treinar a viver junto, treinar o diálogo sem manipulação, treinar sair para jantar, dançar, ter relações sexuais satisfatórias.

Enfim, saber se divertir a dois até conseguir viver o momento em que não há mais o homem e a mulher, mas o "nós". O leitor poderá identificar ainda alguns aspectos que podem levar a um relacionamento mais duradouro como saber evitar a competição entre o homem e a mulher para que haja espaço para o amor; evitar o desejo de vingança que leva ao desrespeito.

Lidar com o ciúme, que é um ingrediente para relação, mas que pode se tornar possessivo e manipulador. Entender que a separação deve …

O medo de amar

Imagem
Por Roberto Shinyashiki

Esse medo faz com que as pessoas arrumem desculpas e justificativas para explicar suas inseguranças. Ele faz parte da nossa vida.
Negá-lo ou inventar respostas fáceis é o que menos resolve.
Todos os seres humanos possuem um grande objetivo na vida: viver em estado de pleno amor.
Talvez poucas pessoas estejam conscientes da importância que o amor tem ou pode ter em sua existência. Alguns vivem o amor em sua plenitude pelo simples fato de dispor dele em abundância.
Aprenderam a amar, a se entregar ao ser amado e a criar relacionamentos criativos.
Infelizmente, porém, a realidade da maioria é o permanente estado de carência, de confusão emocional, de miséria afetiva.

Vivem em solidão, isolados num apartamento, ou num casamento sem amor, ou em relações superficiais sem um envolvimento profundo. O grande medo do homem moderno é o de amar, que é tão grande quanto o medo de não ser amado.

Num mundo tão materialista, muitas pessoas se sentem envergonhadas de amar, como se foss…

O que passa em nossas cabeças?

Me questiono sobre muitas coisas: inúteis e úteis. E não entendo pq foco tanto nas coisas inúteis.
" Tenho guardado meu passado e não sei como jogar fora. Sei que preciso fazer, mas como farei, se no outro dia... sentirei falta dele? "
Penso na falta de $, na saudade do Dante, na vontade de fazer coisas com o Guilherme... 
Pq terminei com o Guilherme? Estou confusa e admito.
Continua...