Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

São Franscisco

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz;
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó mestre, fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
Compreender, que ser compreendido;
Amar, quer ser amado.

Pois, é dando que se recebe,
É perdoando que se é perdoado,
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

Oração

Deus, me ajude e me acalme.
Me eleve ao teu altar, aos teus pés.
Fazei-me vosso instrumento e dai-me tua paz e serenidade.

Conforta meu coração e mente. E fica comigo.
Segura em minhas mãos e não me deixe cair.
Que eu possa doar de melhor em mim à aqueles que necessitam.

Luto necessário?

Este fds foi de luto! Um luto que eu senti que precisava, luto para recomeçar a vida! E recomeçar do zero. E foi assim...
Fiz tudo que uma pessoa em luto faz, só não chore, rs. Mas comi, fiquei deitada e pensando, até uma bebidinha eu me presentiei. Fiquei com dor de cabeça, dormi, tomei remedios "tarja-preta". Me irritei e me silenciei.

No fim, vi que não precisava do luto, mas o luto me mostrou que existe uma vida! Uma vida que muito eu deixei de viver em prol de outra pessoa ou por não querer viver. Este luto me ensinou.

Ensinou-me a viver, a dar importância a alegria, oportunidades e sorrisos. É tão bom receber um sorriso! E um sorriso de uma criança? Ownnn :)

Saí vitoriosa! Com ciência positiva da minha vinda a este mundo e o meus propósito assegurados na pátria - mãe, que um dia regressarei. E com a dignidade personificada e cada vez mais com foco no trabalho no bem, no apoio aqueles que choram e que passaram e passam por esta doença.

VOCÊS ME DEIXAM FELIZES!

Ajudar, ajudar …

No barco!

Hello people!

Não abandonei o barco, rs. Estou só um "pouco" atarefada, mas sempre trabalhando: um dia de cada vez.

Como agora que acabei de ter uma recaída e voltei a ter os mesmos padrões de vibração e atitudes anteriores. E como já sei a resposta, é pq eu não dou limite a mim.

Sim, não adianta darmos limites aos outros, se nós mesmos, não damos e aceitamos os nossos limites. Literalmente, o meu limite é me manter serena e o quanto mais longe do Guilherme. Seja de e-mails, celulares, visitas e visualizações.

Ele não me faz bem, e eu sei. E o meu limite é acreditar nisto, pq se eu nao acreditar, o resto não funciona.

Então vamos ao mantra:

Meu limite é ficar longe do Guilherme de todas as fomas, pq ele não me faz bem e eu acredito nisto, não são apenas palavras! :)

E vou continuar, no momento que me senti carente, corro aqui para vcs. hehehe

E a frase da semana, enviada por ele é:

- Estamos separados, mas juntos!

Eu mereço isto, pq não acreditei no limite que eu coloquei para mim mes…

Seja vc!

Brindando a vida! Cuidando de mim... 2 números a menos da vestimenta... :)

Como estão todas (os)?

E claro, recaídas! Mas orando, orando e focando!

Novos rumos

Novos rumos...